Você sabe o que é splitting?

Aqui estou eu novamente numa relação de amor e ódio. Eu não sei não amar e odiar alguém em um segundo e outro. Agora eu acredito que aquela pessoa me ama e eu posso confiar 100%, quase uma ficção romântica e em minutos já apago todas fotos, mensagens, deixo de falar e desejo tudo de ruim. E posso afirmar que por mais que eu consiga imaginar a dificuldade dos outros em lidar com isso, é insuportável habitar nesse caos. É nunca saber em quem confiar, é sempre viver na defensiva, é ter um sentimento de vingança muito latente mesmo que eu não queira. Hoje eu sei que existe uma definição para isso, para o meu disfarçado “desapego”, para deixar de falar com as pessoas sem motivo aparente, por coisas reais ou criadas e que existem só na minha cabeça.

Por exagerar nas reações de raiva e desprezo quando aquelas falhas dos outros não mereciam tudo aquilo, eu fui desproporcional não em todas as vezes, mas em muitas. E todo mundo erra, eu também erro. Minhas relações pessoais e amorosas poderiam ter sido diferentes se eu tivesse sabido disso antes e tivesse tolerância.

Às vezes (quase sempre) todo meu desapego é só porque eu não quero parecer boba, e principalmente, quero me proteger. Já fui abusada, abandonada, ferida e é legítimo eu querer mesmo que inconscientemente me poupar de sentir tanta dor de novo. Os splitting não deixaram de acontecer, para a minha tristeza. Eu continuo apagando tudo, me odiando por ter acreditado em cada palavra vã novamente, aí é que vem a grande sacada. Não existe ninguém todo bom, nem todo mau. Embora não saiba como fazer parar, eu posso criar estratégias de como gerir. E se eu não ficasse destruída a cada promessa não cumprida, a cada traição? Isso é possível? Talvez não. Eu sou humana e sinto demais, seria quase uma missão impossível querer mudar minha essência tão radicalmente. Se eu passar a confiar menos e fazer dessas relações interpessoais coisas tão centrais na minha vida, ao perdê-las não me faltaria o chão. Sabe aquele ditado de se encha de hobbies e razões que valem a pena se viver? Nem falaria aqui pra deixar de acreditar na humanidade porque tem muita gente bacana por aí e uma vida sem sentimentos seria muito pobre, mas falo em se resguardar, se precaver é sempre bom. E se ainda assim nada funcionar, priorize as suas metas e aquela mensagem visualizada e não respondida não vai nem ser notada. (Y)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: